segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Ai galera: Geografia de Santa Catarina

               

 Aulão Geografia de Santa (e Bela) Catarina

  • Área de 95.318,30 km² e ocupa 1,11% da área total do território brasileiro. 
  • Possui aproximadamente 500 km de litoral com o Oceano Atlântico. 
  • É considerado o quinto estado nacional em renda per capita e com o melhor IDH. 
  • Fica totalmente ao sul do Trópico de Capricórnio, 23º sul, zona extratropical. 
  • Esta no fuso horário de Brasília, a hora legal (-3GMT). 
  • Limita-se com o Paraná (norte), Rio Grande do Sul (sul) e com a Argentina(oeste)
  • Suas fronteiras são marcadas pelos rios.
  • Uma vez por ano - em geral entre outubro e fevereiro - adota-se o horário de verão, no qual os relógios são adiantados uma hora para poupar energia.
  • A tensão elétrica no estado é de 220 volts.
   Hidrografia
  •  O regime dos rios de SC é o pluvial (Chuvas)
  •  Principais rios: Canoas, rio do Peixe e rio Itajaí-Açu
  •  Divisores de águas de Santa Catarina: Serra do Mar e Serra Geral
Rios catarinenses

Vertentes dos rios catarinenses:
a)       Vertente do Interior (planalto): 
Interior do estado, duas bacias se unem para formar a Bacia do Rio Prata:a do Rio Iguaçu ( que pertence a Bacia do Rio Paraná) , e a do Rio Uruguai, cujos afluentes Rio Pelotas e Rio Canoas formam o rio principal. 
b)       Vertente do Atlântico (planície):
É formado por bacias isoladas entre si, ou seja, que não se comunicam, na hidrografia brasileira, esta vertente faz parte de uma bacia secundária, rios principais, Itajai-acú, Itapocu, Tijucas, Urussanga, Tubarão, Araranguá e Mampituba entre outros, nascem na serra e desembocam no oceano. 
Ø  Relevo e Vegetação - Caracteristicas Gerais:

A região mais alta do Estado encontra-se entre Bom Retiro e Urubici, sendo que a
neve é comum no inverno nestas regiões.

O ponto culminante é o Morro da Boa Vista (1827m), em Bom Retiro.

Outras elevações importantes são o morro da Bela Vista do Guizoni (1823m), em Bom  Retiro e o Morro da Igreja (1822m), em Urubici.

Planície Costeira: formada pelos sedimentos trazidos pelos rios e pelas marés.a faixa
do litoral. A vegetação com variedade, formada por mangues, restingas, praias, dunas e 
Mata Atlântica. Os 500 quilômetros de litoral são um atrativo para quem busca belas
praias, dunas, restingas e mangues além do contato com a natureza.

Planície do Rio Uruguai: Depressão, o Rio Uruguai é o principal agente modelador deste relevo.
Com a presença da Floresta subtropical, árvores de médio porte com folas caducas (que caem no
outono/inverno)


Planalto Catarinense: trecho formado na era Era Mesozóica,que se assentaram sobre o arenito da era
paleozóica. Este planalto pode ser chamado de Planalto Meridional ou Arenito-basáltico. Neste planalto
encontramos as Florestas das Araucárias e os Campos.

Serra do Mar e Serra Geral formam uma barreira natural que divide o estado entre a
planície costeira e a região do Planalto. Predomina a Mata Atlântica: 

Serra do Mar / Próximo Joinville

a) Serra do Mar  Localizada ao norte do Estado, que datada  do Pré-Cambriano, pertence  ao Planalto Atlântico






          
             Serra do Rio do Rastro
         Serra Geral


b) Serra Geral, no Centro-Sul, que data dos depósitos vulcânicos do Mesozóico, que formam a terra roxa, solo extremamente fértil. Pertence ao Planalto Meridional

            






                 Flor e árvore símbolos de Santa Catarina:            

       Orquídea:  Laélia Purpurata - Ela é uma das orquídeas mais atraentes devido a sua beleza e ao          seu perfume inconfundivelmente delicado. Encontrada na MataAtlêntica
             
   
          Árvore símbolo: Imbuia - Ocotea Porosa encontrada no Reino das Araucárias


                                               Clima Catarinense
1. SUBTROPICAL ( Segundo lísia Bernardes) - Chuvas bem distribuídas durante o ano, com índices superiores a 1.300 mm anuais,  com  quatro estações, não tão bem definidas. 

Clima segundo Koppen
     2. Clima segundo Koppen 
     C= Mesotérmico ùmido , f = Chuvas bem distribuídas, a= verão quente, b= verão brando.
  • Subtipo Mesotérmico úmido, com "verão quente"; ( Cfa) - Terras baixas
  • Subtipo Mesotérmico úmido, com "verão brando". (Cfb) - Terras altas

            Massas de ar que controlam condições do tempo, em Santa Catarina:            


Dia típico de vento sul em SC
A massa de ar de ação mais freqüente, principalmente no verão, responsável pelos ventos do quadrante norte que se infletem no litoral é a Tropical Atlântica (mTa).

No inverno, e eventualmente nas outras estações do ano, a ação da Polar Atlântica (mPa), também chamada de ciclone extratropical chega ao nosso território  com o  
Famoso vento sul. 



O choque das massas de ar, mTa e mPa, provocam em Santa Catarina, Chuvas Frontais ou seja chove de um a três dias, limpa o tempo e define a temperatura

A menor temperatura já registrada no país foi de -17,8 °C. no Morro da Igreja, em 29 de junho de 1996.



          Principais problemas ambientais de Santa  Catarina:                
Enchente em Santa Catarina

O Estado catarinense encontra-se sujeito a diversas ações predatórias, como a extração de carvão, os despejos de elevadas cargas de matéria orgânica e produtos químicos no eixo Blumenau-Brusque, a pesca predatória, os projetos de loteamento catastróficos, o lançamento de esgotos domésticos, hospitalares e industriais, o que, certamente, contribui para ameaçar o potencial de desenvolvimento turístico. Além dos dejetos animais em muitos rios e  do desmatamento e poluição atmosférica nas grandes cidades.




Demografia de Santa Catarina


  • A população de Santa Catarina é de 5 958 295 habitantes
  • Hoje, Santa Catarina apresenta a menor taxa de desigualdade social do país.  
  • População relativa de 61,53 hab./km². 
  • Temos, atualmente, a  mais alta média de expectativa de vida (76 anos) no Brasil. A mesma de Brasília. 
  • Mesmo nosso município mais pobre (Bela Vista do Toldo), tem taxa de analfabetismo melhor do que, por exemplo, Fortaleza, a capital do Ceará
  • As cidades mais populosas são: Joinville, Florianópolis, Blumenau, São José, Criciúma, Itajaí, Chapecó, Lages, Jaraguá do Sul, Palhoça e Tubarão.
  • Lages tem a maior extensão municipal do Estado
  • 59,37% da população catarinense é urbana
  • Sétimo Estado em arrecadação de receitas federais e detentor da quinta maior frota de caminhões do país
  •                        
  •                       

Estimativa de 2012 do IBGE:  Joinville continua sendo a   

      cidade mais populosa, com 526.338 habitantes.

 

         Principais Centros Urbanos Catarinenses:
Capital de Santa Catarina

Grupos Étnicos catarinense

           Portugueses

      Os vicentistas começam a povoar  São Francisco do Sul, Laguna e Floripa já no século XVII. Chegaram  em Santa Catarina em 1748, para que colonizassem e protegessem o Sul do Brasil de eventuais ataques de espanhóis.

      
      Alemães 

      Teve início no 1828, quando os primeiros 523 alemães, oriundos de Bremen, fundaram a colônia São Pedro de Alcântara. Diversas outras colônias alemãs foram criadas no estado e foram-se expandido pelo interior. As mais bem-sucedidas foram as colônias de Blumenau, em 1850, e de Joinville em 1851.

Italianos 

      Foi a corrente imigratória mais numerosa já recebida por Santa Catarina.Começaram a chegar ao estado em 1875. Assim como ocorreu com os alemães, foram criadas dezenas de colônias etnicamente italianas, sendo as mais prósperas na região do Vale do Rio Tubarão. As primeiras colônias italianas foram fundadas no litoral de Santa Catarina (São João Batista). No início do século XX, italianos vindos do Rio Grande do Sul passaram a migrar para o Oeste de Santa Catarina, e ali as colônias italianas prosperaram.

                    
                   Povos indígenas 

      Em termos de descendência étnica e de traços culturais. Dois postos indígenas (Ibirama e Xanxerê), preservaram alguns milhares de Kaingangues e Guaranis provenientes, inclusive de outras áreas.  Os Xoklengs foram praticamente dizimados.


      
          SAMBAQUIS:   
      
      Conhecido  (literalmente "monte de conchas"). Ou como concheiroscasqueirosberbigueiros A diferença de hábitos culturais e alimentares, levou à conclusão de que eram obra de uma sociedade distinta daquela dos Guaranis, que então povoavam toda a região costeira do país. Estudos recentes, sugerem que os sambaquis (estes sítios arqueológicos)  tenham sido produzidos por povos que viveram na costa brasileira entre 8 mil e 2 mil anos antes do presente. Os sítios mais importantes estão localizados no litoral sul do estado de Santa CatarinaLaguna e Jaguaruna abrigam 42 sambaquis dos mais diversos tamanhos e alturas, destacando-se entre eles o Garopaba do Sul e o Jaboticabeira, ; e os Figueirinha I e II, ( todos em Jaguaruna/SC)

Museu do Sambaqui/Joinville


                 Economia Catarinense


FIESC LANÇA EDIÇÃO 2012 DA PUBLICAÇÃO SC EM DADOS: Documento que reúne as principais estatísticas do Estado, mostra que Santa Catarina é o segundo no País com a maior participação da indústria no PIB
  • Os segmentos de artigos do vestuário e alimentos são os que mais empregam.
  • SC apresenta uma "qualidade de vida" de dar inveja até mesmo a países ricos
  • Nos últimos 10 anos subimos nos rankings de qualidade de vida, consumo de energia elétrica (que significa aumento da produção), proporção de estudantes universitários, transferência de riquezas para as famílias mais pobres, escolaridade, redução da mortalidade infantil e manutenção de emprego
  • Nosso potencial de consumo aumentou 43%, contra 26% da média nacional.
  • Santa Catarina é o maior exportador de frango e de carne suína do Brasil
  • Os índices sociais do estado situam-se entre os melhores do país. 
  • Santa Catarina é o sexto estado mais rico do Brasil
  • Importante polo exportador e consumidor, o estado é um dos responsáveis 4% do produto interno bruto  (PIB)do país
  • Os principais mercados de destino dos produtos catarinenses em 2012 foram Estados Unidos, Japão, Argentina e Holanda.


                        Indústrias Catarinense                           

A economia se baseia na indústria descentralizada. Diferente de todo o resto do Brasil

                              Os principais centros industriais de Santa Catarina são:

      Joinville e Blumenau : O primeiro tem caráter diversificado, com fábricas de tecidos, de produtos alimentícios, fundições e indústria mecânica. Blumenau concentra sua atividade na industria têxtil, metal mecânica e na de softwares, além da recente eclosão de cervejarias artesanais.

No interior do estado, ocorrem numerosos centros fabris de pequeno porte, ligados tanto à industrialização  da madeira quanto ao beneficiamento de produtos agrícolas e pastoris.


O nordeste do estado (eixo Joinville- Jaraguá do Sul) se destaca na produção de 
moto compressores, autopeças, refrigeradores e componentes elétricos, máquinas industriais, tubos e conexões.

No sul do estado (incluindo as cidades de Tubarão, Criciúma, Cocal do Sul, e Urussanga, por sua vez, concentram-se as principais fábricas de cerâmica (azulejos) de revestimentos do Brasil. O estado de Santa Catarina também lidera, no país, a produção de louças e cristais em Blumenau.


Ao norte do Estado destaca-se a cidade de São Bento do Sul, que é o maior polo exportador de móveis do Brasil, sendo reconhecida como a capital nacional dos móveis.


As matrizes dos principais frigoríficos do país se encontram no meio-oeste e oeste do estado.


          Destaques Industriais de Santa Catarina:              




               Agricultura, pecuária, extrativismo e pesca                          

Agricultura (minifúndios e mão-de-obra familiar): O principal produto agrícola de Santa Catarina é o milho, cultivado no planalto basáltico, que fornece ração para a criação de suínosSeguem-se a soja, o fumo, a mandioca, o feijão, o arroz (cultivado com irrigação nas várzeas da baixada litorânea e do vale do Itajaí), a banana e a batata-inglesa. O estado é também importante produtor de alho, cebola, tomate, trigo, maçã, uva, aveia e cevada.


      Atenção: 
      FUMO:Santa Catarina é o segundo maior produtor de fumo do país, ficando atrás apenas do Rio Grande do Sul, com participação de 31% na produção brasileira. No último ano o preço médio que os produtores de fumo recebem pelo quilo do produto caiu 16,5% (em Reais). Além de o preço ter caído, o rigor na classificação do produto também aumentou. E mais, as empresas estão comprando apenas o que está estabelecido nos contratos, o que não ocorria em anos anteriores, quando compravam toda a produção. Um ponto positivo foram as altas produtividades alcançadas nesta safra, bem acima de anos anteriores. Isto trouxe um certo alento aos produtores. Porém a intervenção dos governos para a diminuição de jovens trabalhando nesta colheita e do baixo consumo do fumo vem deixando cada vez mais estes agricultores insatisfeitos.
Posicionamento dos agricultores de Fumo:
Ao passo que os custos de produção aumentam , o continente africano oferece cada vez mais mão-de-obra barata para este tipo de cultivo, levando as empresas internacionais darem preferência e este baixo custo que por sua vez significa maiores lucro e abandonando aos poucos o fumo brasileiro!

Pecuária:Experimentou grande progresso no estado, em virtude do desenvolvimento dos frigoríficos especializados no processamento de carne de porco, como a Seara, Perdigão, a Sadia e a Aurora Alimentos

 Criador de aves , sem ração decide soltar aves 
na propriedade
      Não esqueçam  a crise no setor aviário que passou SC este ano, por falta da  ração! Produtores de aves e suínos de Santa Catarina têm enfrentado dificuldades para alimentar seus animais e tomado atitudes drásticas contra a falta de ração motivada pela disparada do preço do milho e do farelo de soja.

A Pesca - Desempenha importante papel na economia do estado. Santa Catarina é um dos maiores produtores de pescado e crustáceos do país. A atividade, que remonta à origem açoriana da população, desenvolve-se sobretudo em Florianópolis, Navegantes e Itajaí. Destaque especial  para a maricultura (ostras e mariscos).


Extrativismo - Nesse ramo de atividade destaca na extração de madeiras retiradas das Matas de Araucárias, além de obtenção de ervas e produção de papel. 
Na extração mineral existem reservas de carvão, fluorita, sílex, além de jazidas promissoras de quartzo, argila, cerâmica, bauxita, pedras semipreciosas, petróleo e gás natural. 

                             Fontes de Energia:                                      



Termelétrica - Capivari de Baixo encontra-se o maior complexo termelétrico a carvão da América Latina. O Complexo Termelétrico Jorge Lacerda pertencia à estatal Eletrosul Centrais Elétricas até 1997, quando foi privatizado no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. utiliza o carvão mineral para gerar 857 MW.


Usina Eólica  na Serra do Rio do Rastro

Energia Eólica -  no Sul do Brasil começaram a ser instalados os primeiros parques de usinas eólicas, feitas em SC e no RS. Atualmente está sendo concluída uma nova usina na Serra do Rio do Rastro, no município de de Bom Jardim da Serra, a 1500 metros de altitude, onde 62 torres foram montadas, cada uma com 140 metros de altura, obra de uma empresa argentina.

O parque em suas proporções pode gerar sozinho, energia para uma cidade no tamanho de Criciúma, a previsão é de quem em poucas semanas a obra se finalize, e a Serra Catarinense além de passar a ter um novo cartão postal, produzirá energia limpa e sustentável.

Instalação de novo parque de Energia Eólica em Balneário Arroio do Silva (sulde SC) : Município tem capacidade para produzir mais energia que Osório/RS . Projeto é inovador e vai gerar empregos para toda a região, assim como tem outras áreas em teste, como é o caso do Município Jaguaruna no sul do Estado


Carvão Mineral

A produção de carvão mineral bruto em Santa Catarina, em 2005, foi de 7,8 milhões de  toneladas, representando 63% da produção nacional. A do carvão beneficiado, para o mesmo ano, foi na ordem de 2,7 milhões de toneladas, participando com 45,5% da produção nacional.

Quadro comparativo:


O Estado de Santa Catarina possui no total 92 empreendimentos em operação, gerando 5.452.990 kW de potência, assim divididos:
Empreendimentos em Operação em Santa Catarina 
TipoQuantidadePotência (kW)%
CGH3720.0850,37
EOL314.4000,26
PCH2381.8971,50
UHE74.329.35279,39
UTE221.007.25618,47
Total925.452.990100
Legenda: 

CGH - Central Geradora Hidrelétrica
EOL - Central Geradora Eólica 
PCH - Pequena Central Hidrelétrica
UHE - Usina Hidrelétrica - Representa mais de 79%
UTE - Usina Termelétrica  - Representa mais de 18%               
(Fonte: ANEEL)


                       As Festas Folclóricas mais importantes do Estado são:                 
Oktoberfest, Blumenau  -  Maior festa da cerveja fora da Alemanha. 
Festa das Tradições, Joinville   - Características semelhantes à festa de Blumenau.
Fenarreco, Brusque  - Festa alemã, com destaque para os pratos preparados com marreco.
Schützenfest, Jaraguá do Sul  - Festa dos atiradores, tradição alemã.
Kegelfest, Rio do Sul  - O tema da festa é o bolão, esporte popular nas comunidades alemãs.
Musikfest, São Bento do Sul  - Festival de música e dança folclóricas. 
Tirolerfest, Treze Tílias - Festa típica da comunidade austríaca 
Marejada, Itajaí  - Festival gastronômico de celebração das tradições portuguesas. Culinária baseada no pescado e frutos do mar.
Fenaostra, Florianópolis -  Festival gastronômico de celebração das tradições açorianas, Floripa é o maior produtor de ostras do Brasil 
Oktoberfest, em Itapiranga -  Mais antiga das festas de outubro. 
Festa do Imigrante, Timbó -  Semelhante às demais festas alemãs
Oberlandfest, Rio Negrinho  - Semelhante às demais festas alemãs
Bananefest, Corupá - Une tradições alemãs à gastronomia feita com banana

Oktobertanz, São Pedro de Alcântara - Primeira colônia alemã do estado celebra as tradições germânicas.

Açorfesta, São José  - Festividade que resgata a cultura açoriana, forte na cidade.
OUTROS EVENTOS
Durante todo o ano, o calendário catarinense oferece outras opções, inclusive no inverno, quando milhares de turistas invadem o Estado, atraídos pela neve. A principal festa do inverno é a do Pinhão, em Lages.
A programação cultural também é intensa. Destaque para o tradicional Festival de Dança de Joinville – maior do gênero na América Latina, que atrai mais de 4 mil bailarinos à cidade –, a Tomada de Laguna, os Festivais de Teatro – Universitário, em Blumenau, e Isnard de Azevedo, em Florianópolis – e o FAM – Festival Audiovisual do Mercosul, em Florianópolis
Cartaz da Oktoberfest de 2012



                                   É isso ai galera, forte abraço! 

                                                                     

7 comentários:

  1. Parabéns pelo seu Blog! É assim que se faz um mundo melhor! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Sonia e Marina, obrigada pela visita, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, professora, ótimo resumo! Simbora UDESC!!!

    ResponderExcluir
  4. você é demais jackie,foi um prazer ter você como professora!!!

    ResponderExcluir
  5. Jackie, perfeito sobre geografia e história de SC. Parabéns.

    ResponderExcluir