sexta-feira, 11 de setembro de 2015

OPINIÃO: Ditadura Militar de volta? Você tem fome do quê?



" :p ...  A gente não quer só comida
A gente quer saída para qualquer parte..."


       Nossa! Às vezes a gente pensa "não pode a pessoa REALMENTE pensar assim", mas né... Vai entender. Eu ainda não era nascida pra sofrer qualquer consequência direta da época, mas o que leva alguém a comparar a aceitação de um governo ditatorial com fotos mostrando o "Sete de Setembro" na ditadura - povão(?), diversão (?), só uhuuuuus (???) - com o de hoje/ontem?
       Cara, uma ditadura CONTA com o nacionalismo inflamado! Ela depende da ideia de união do povo, da nação, de ideais. Direita, esquerda, religiosa, militar, tanto faz. E mais, a ditadura CONTA TANTO com a união que, quem não tá feliz, ou se cala ou é calado à força. Pega fotinhos do governo do Hitler, do Stalin, do Mussolini. Vê se não estão lá milhões apoiando, urrando. Vê, agora, a contagem de corpos, de mortos que eles deixaram de rastro. 
      O teu compartilhamento que sugere que "no regime militar era melhor" é uma total falta de respeito à democracia, total falta de respeito aos que passarm pelo período sofrendo frequentes intervenções e revistas aleatórias (como esses tempos meu próprio pai disse que fora por diversas vezes revistado), total falta de respeito aos familiares e à memória dos que não tiveram a sorte de poder contestar o que estavam vivendo e continuarem vivos. 
     O teu compartilhamento dizendo "naquela época se dava atenção às necessidades do povo, não tinha corrupção, não tinha roubalheira, não tinha caos instaurado" é porque tu é muito egoísta a ponto de justificar um governo autoritário e assassino, sem se preocupar com a dor dos que perderam os seus devido a ele! E não foi APENAS por omissão, não foi APENAS por desvio de dinheiro ou APENAS por falta de investimento em educação/reformatórios que as pessoas foram brutalmente mortas e torturadas! 
    Foi pelas próprias mãos do governo que não aceitava um "ai" contrário. Quer compartilhar, saudar o militarismo e a ditatura por ele estabelecida aqui? Tranquilo. Agora tu pode contestar o que te desagrada sem ser morto e torturado pelas armas do próprio Estado. Quer acreditar que não tinha corrupção, desvio de dinheiro, péssimo gerenciamento? Beleza, acredita que o dinheiro só sumiu depois que o PT "tomou" o poder. Quer desrespeitar a memória de mortos e vivos vítimas daquele nacionalismo doente e falso que tu tanto preza? Vai lá! E torce pra que, se a ditadura que tu tanto admira um dia voltar, tu seja um dos queridinhos dela. Ou já sabe, né? 


Lara Muri - Porto Alegre/RS
Emoticon wink

terça-feira, 26 de maio de 2015

Sejamos generosos em acolher novos imigrantes



Não esqueçam sulistas: Somos filhos, netos e bisnetos de imigrantes que chegaram ao Brasil fugindo da pobreza, guerras, falta de terras, cheios de sonhos! Sejamos generosos em acolher outros imigrantes que hoje precisam de nós!

                                                                  Professora Jackie

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Imigrantes haitianos e africanos são explorados no Brasil




O Haitiano Ivon Belisarie na carvoaria: trabalho degradante e quilos a menos - Fernando Donasci / O Globo

CASCAVEL e MARINGÁ (PR) - O suor que escorre pelo rosto se junta à poeira negra do carvão e tinge a face e os braços de Ivon Belisarie. A fuligem avermelha seus olhos. Desde que chegou ao Brasil, há dois anos e meio, de segunda a sábado, das 8h às 17h, o imigrante haitiano corta madeira, abastece fornos que produzem carvão vegetal e ensaca o produto que será enviado a centros urbanos do país, numa carvoaria em Maringá (PR). Ele não se senta um minuto. Emagreceu tanto que está abaixo do peso.

No terremoto de 2010, além de nove parentes, Ivon perdeu o patrão, um empresário haitiano do ramo de arroz para quem trabalhava como motorista havia 15 anos. Percebeu então que a permanência no Haiti ficara inviável. Trocou o conforto do ar-condicionado de veículos esportivos pelo calor, a poeira negra e a insalubridade da carvoaria. E a companhia ruidosa dos filhos pela solidão de sequer ter dinheiro para telefonar para casa.


Dos dez haitianos que vieram com Ivon de Manaus para o Paraná, atraídos pela possibilidade de reconstruir a vida, ele é o único que continua na carvoaria. Em troca, recebe cerca de R$ 950.

VEJA TAMBÉM
Em São Paulo, imigrantes têm ofertas de emprego, mas seleção lembra mercado de escravos
No Paraná, com música e culinária haitianas, imigrantes lembram-se de casa
VÍDEO Vídeo mostra rotina de imigrantes no país

— Deixei a mulher chorando, com um bebê no colo e mais duas crianças pelas mãos, e vim buscar dinheiro no Brasil. Tenho responsabilidade com a minha família, não podia ficar sem trabalho — conta o haitiano, que chegou a racionar comida para enviar cerca de US$ 300 aos parentes no Haiti.

Desrespeito a normas do trabalho

A 230 quilômetros da carvoaria, num frigorífico em Cascavel (PR), 380 migrantes haitianos fazem, cada um, cerca de 90 movimentos por minuto para desossar frangos e pendurar galinhas. Por um salário mensal de cerca de R$ 1 mil, suportam a rotina de oito horas e 48 minutos diários sob um frio de nove graus, temperatura abaixo do limite de 12 graus estabelecido pelo Ministério do Trabalho.

Trabalho degradante, insalubre e de baixa remuneração em empresas de setores que, frenquentemente, figuram na lista suja do trabalho escravo têm sido o destino final de haitianos e africanos que enfrentam uma travessia dispendiosa e arriscada, muitas vezes patrocinadas por coiotes, para chegar ao Brasil. E não são poucos. Um estudo recém-divulgado pelo demógrafo Duval Fernandes, da PUC-MG, estima que, até o fim deste ano, haverá cerca de 50 mil haitianos no país. Junto a senegaleses, nigerianos e bengaleses, eles têm se engajado em funções que não requerem qualquer nível educacional, e recusadas por brasileiros.

— O trabalho em frigorífico é extremamente penoso. Em três meses, o trabalhador já começa a adoecer porque não há ser humano que suporte tanto movimento repetitivo em temperatura tão baixa. Esse trabalho não interessa mais aos brasileiros. Há uma analogia entre a situação desses migrantes aqui e a dos hispânicos que lotam frigoríficos nos Estados Unidos. Só que aqui a exploração é maior — afirma o procurador do trabalho Heiler Natali, responsável pela vistoria dos frigoríficos.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/imigrantes-haitianos-africanos-sao-explorados-em-carvoarias-frigorificos-13633084#ixzz3bApjurAg
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Atenção Galera - ENEM 2015


Inscrições do Enem 2015 começam em 25/05



Inscrições Enem 2015: Começam no dia 25/05 (segunda-feira) as inscrições para o maior teste de conhecimentos escolares do Brasil, o Enem 2015. Muito aguardado, o Exame é hoje a principal forma de ingresso no ensino superior, seja em instituições públicas ou privadas de ensino.


Para realizar a inscrição no Enem 2015 o candidato deve acessar o endereço eletrônico disponibilizado pelo Ministério da Educação (MEC), o http://enem.inep.gov.br/. É necessário que no momento da inscrição o candidato informe os números de documentos pessoais como CPF e IDENTIDADE, além de realizar o cadastro de uma senha que futuramente será solicitada para consulta do resultado e cadastro em Programas do MEC como ProUni e Fies.


Quem se inscrever para o Enem 2015 e realizar as provas que devem acontecer em outubro, estará apto a concorrer bolsas de estudos oferecidas pelo Programa Universidade para Todos – ProUni, vagas em instituições públicas de ensino superior através do Sistema de Seleção Unificada – SiSu ou solicitar um financiamento estudantil junto ao Fundo de Financiamento Estudantil – Fies.
Quem pode se inscrever no Enem 2015






Podem realizar a inscrição no Enem 2015 todos os alunos da rede pública ou privada que já concluíram ou estão para concluir o ensino médio. Porém que tiver mais de 18 anos e que ainda não tenha concluído o diploma de conclusão do ensino médio, pode participar do Enem 2015 para obter o certificado de conclusão do curso.


Todos que se inscreverem no Enem 2015 devem realizar o pagamento de um valor referente a taxa de inscrição, exceto aqueles que se enquadrarem na lei que regulamenta a isenção de pagamento de taxa de inscrição em concursos públicos, como os alunos que em 2015 estiverem no último ano do ensino médio ou pessoas que declararem carência socioeconômica.


Segundo o Edital publicado no portal eletrônico do MEC, as provas do Enem 2015 vão ser aplicadas no mês de Outubro. Os locais de aplicação das provas serão divulgados no Cartão de Confirmação de Inscrição, que vai ser entregue no endereço fornecido pelo candidato ou acessado no mesmo site onde foi realizada a inscrição para o Enem 2015.


O Enem está diretamente ligado aos programas do MEC voltados para o ingresso no ensino superior, pois em todos eles é requisito obrigatório que o candidato tenha participado do Exame. E também, o critério utilizado como forma de seleção destas inciativas é a nota que o candidato obteve nas provas do Exame.


Não perca esta grande oportunidade, inscreva-se no maior teste de conhecimentos do país e continue a visitar o nosso site que é o mais gabaritado em notícias e informações sobre o Enem 2015.


Uma boa nota nas provas exige preparação e foco. Conheça a Apostila Digital do Enem 2015 e saia na frente rumo à aprovação.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

SE AS ABELHAS DESAPARECEREM DA FACE DA TERRA?


Se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais não haverá raça humana. (frase atribuída a Albert Einstein)
                                           SOS abelhas            

A frase acima mostra como as abelhas são indispensáveis à humanidade. Desde os tempos mais primórdios, o homem tratou de usar seu mel para alimentar-se. Mas há alguns anos, os produtos derivados da apicultura encontram-se cada vez mais caros, dado o misterioso desaparecimento de abelhas que ocorre no mundo. (Globo Rural)

Nos Estados Unidos, segunda potência mundial da apicultura, mais de 60 por cento das populações de abelhas desapareceram em 24 estados. Nos países europeus, os números não são mais animadores. Este fenómeno, chamado “Síndrome do Colapso das Colónias”, tem várias consequências no equilíbrio natural, uma vez que as abelhas são dos insectos mais ativos na polinização das plantas.

Para estudar o problema, existe, um projeto de investigação da União Europeia chamado BEE DOC. Em conjunto, 11 universidades de 9 países estão a trabalhar, sob a coordenação do professor Robin Moritz, um dos maiores especialistas na matéria.

“A ideia por trás do BEE DOC é pesquisar três diferentes pilares de investigação. Um tem por objetivo os diagnósticos das doenças, desenvolvendo novas ferramentas fáceis para o diagnóstico das doenças das abelhas. Outro pretende desenvolver estratégias de prevenção de doenças e o terceiro está a tentar desenvolver novos tratamentos que dependam menos da terapia química que temos hoje”, explica Moritz.

Motivos do desaparecimento das abelhas


A Euronews publicou que a redução da biodiversidade, o uso excessivo de pesticidas e a poluição estão entre as causas prováveis do Síndrome do Colapso das Colónias. Os investigadores acreditam que uma sinergia entre vários fatores está na origem de uma doença ambiental que explica o fenómeno.

Porém até agora, não há consenso entre os cientistas sobre o motivo que teria ocasionado a desaparição das abelhas. Alguns creditam a razão ao:

Cultivo de monoculturas e a intensificação do uso de agrotóxicos e as queimadas.

Outros pensam que a domesticação desses insetos para a produção de mel fez com que não conseguissem mais sobreviver na natureza.

Um grupo de cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido afirma que a diversidade das abelhas selvagens naquele país diminuiu 80%, por conta de um vírus não identicado. No Iraque, a Guerra do Golfo causou efeitos tóxicos que destruíram 90% das colônias apícolas do país.

                                   E no Brasil?

                             autor: Marco Aurélio Weisheimer – Agência Carta Maior

O fenômeno pode causar graves desequilíbrios ambientais, uma vez que as abelhas são responsáveis por mais de 90% da polinização e, de forma direta ou indireta, por 65% dos alimentos consumidos pelos seres humanos. 

Apicultores gaúchos e catarinenses relatam desaparecimento de abelhas em níveis inéditos. Alguns produtores registram perdas de 25% na produção de mel. Pesquisador diz que uma das causas do fenômeno pode ser a influência de lavouras transgênicas.

No Brasil, lembrou Barbosa, não há estudos aprofundados sobre o impacto dos transgênicos no ecossistema. Outra possível causa apontada pelo pesquisador é o aquecimento global. O sistema de orientação das abelhas funciona por meio dos olhos. As abelhas dependem da luz solar para encontrar o caminho de volta para as colmeias. O aumento da incidência de raios ultravioletas poderia, assim, ser uma das causas do fenômeno.

fonte: http://www.dialogosdosul.org.br/a-teoria-do-desaparecimento-das-abelhas-sinais-evidentes/18072014/

                  Esta postagem foi a pedido de Cristina leitora deste Blog:



Que tal postar aqui sobre uma coisa de muita importancia da qual nossa fauna e flora dependem? As abelhas nativas sem ferrão brasileiras e as exóticas(àpis/com ferrão/exóticas/híbridas)? Precisamos mostrar esse mundo excepcional aos jovens para PRESERVAÇÃO pois fazem de 75 a 90% de polinização de nossa flora! Existem vários grupos que podem lhe auxiliar nesta pesquisa e desafiar os jovens a buscar mais! Tente:

 www.sosresgatedeabelhassemferrão, 

melipofoco.blogspot.com.br, beeornotbee; 

semabelhassemalimentos,meliponariosenna.com.br* (este de amigo querido de Pernambuco/agente do MMA, e sempre auxiliando em conhecimentos quem o procura) pois com a SDS(Sindrome do Desaparecimento Súbito das abelhas nós meliponicultores(criadores de Abelhas Sem Ferrão) estamos desesperados buscando auxilio para esclarecer a população! 

Fica a dica para os interessados


               Será que Albert Einstein tinha razão?                  

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Brasil 2015 - Um ano de apertar o cinto!

Governo anuncia corte de despesas públicas e aumento de impostos 

Cenário

Os principais acontecimentos econômicos que marcam o início do segundo mandato de Dilma

Em meio a desaceleração da atividade e elevação de preços, governo anuncia corte de despesas públicas e aumento de impostos para tentar reerguer economia,


Repasses – A falta de chuvas, o baixo nível dos reservatórios e o ligamento de térmicas acabaram encarecendo os custos de geração, transmissão e distribuição de energia, de modo que os gastos adicionais estão sendo repassados aos consumidores. O novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, já disse que neste ano o setor não terá ajuda do Tesouro. Também já está em vigor, desde 1º de janeiro, o novo sistema de bandeiras tarifárias, que determina um aumento de até 3 reais por 100/quilowatts/hora (kWh) nas contas de luz. O Banco Central estimativa aumento de 27,6% nas contas de luz, enquanto uma fonte do governo afirma que os reajustes poderão alcançar a até 60% no Sul, Sudeste e Centro-Oeste este ano.

Reajuste no preço dos combustíveis

Para o alívio da Petrobras, seus acionistas e os usineiros, o Conselho de Administração da estatal concordou em reajustar em 3% no preço da gasolina e em 5% no preço do diesel nas refinarias logo após as eleições. Quem não gostou da notícia foram os brasileiros que já precisam conviver diariamente com preços altos nos supermercados, nos restaurantes e também na conta de luz – o reajuste médio da energia no país será superior a 17%. Contudo, devido ao altíssimo endividamento da empresa (ultrapassa 300 bilhões de reais) e as incertezas sobre sua real situação financeira, o governo não descarta um novo reajuste no primeiro semestre.



sábado, 18 de abril de 2015

Maior conjunto de cânions da América do Sul fica entre SC e RS

São 36 cânions, a 1.400 metros de altitude, espalhados em um cenário selvagem entre o RS e Santa Catarina. 




Um lugar fascinante. Retrato da história da Terra. Abençoado pela natureza. É uma imensidão em um cenário que não é delicado. Ao contrário: é rude, selvagem, mas grandiosamente sedutor. A paisagem provoca sensações muito diferentes. Em poucos instantes é possível ir da tranquilidade de estar em um campo que parece não ter fim, ao frio na barriga de ver o chão terminar bem pertinho dos nossos pés.


Um lugar de paredões, de rios que serpenteiam pedras gigantes, cachoeiras que mergulham nas profundezas do abismo e de florestas penduradas em precipícios.




É uma paisagem única, porque em nenhum outro lugar do mundo a natureza fez o que construiu aqui.


Os vales por onde correm os rios dentro dos cânions chegam a ter 12 quilômetros de extensão. E os paredões exibem as marcas em camadas dos derrames vulcânicos que aconteceram em tempos diferentes. Fendas tão imensas que abrigam montanhas dentro delas. Nossos olhos até podem se enganar, não registrar a verdadeira dimensão desse lugar. Então, para entender o tamanho de tudo isso, imagine que dentro de um dos maiores cânions, o Fortaleza, caberiam quase três Avenidas Paulistas inteiras em todo o seu comprimento e com todos os prédios.

Todos os rios da região formam cachoeiras espetaculares



A paisagem de milhões de anos fica ainda mais inquietante quando nos damos conta de que ela continua a se modificar a cada segundo, bem diante de nossos olhos. A água que esculpe a rocha brota farta da terra. Nos campos, basta apertar um pouco a vegetação com a mão para ver que ela está mesmo em toda a parte. Destas áreas banhadas saem fiapos de água que se derramam em rios. Um reservatório natural de vertentes cristalinas, quase intocadas pelo homem.

“Não passa por dentro de lavouras, não tem questão de agrotóxico. São águas realmente muito puras” explica o analista ambiental Magnus Severo.



Todos os rios da região além de esculpirem pedras gigantes, formam cachoeiras espetaculares, uma mais alta e mais linda do que outra. Caem como se fossem música feita especialmente para esta região.

Não há um levantamento de quantas cachoeiras existem espalhadas entre as pedras, mas há uma infinidade e cada uma cai do jeito que o relevo obriga. Por isso nenhuma é igual a outra.


Veja também:




http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2015/02/maior-conjunto-de-canions-da-america-do-sul-possui-mais-de-200-quilometros.html



segunda-feira, 6 de abril de 2015

JE SUIS QUÊNIA: Atentado terrorista no Quênia contabiliza 150 pessoas


  


Desde outubro de 2011, quando o exército queniano entrou na Somália para combater o Al-Shabaab, o país foi alvo de constantes atentados terroristas, o mais grave deles até então foi no shopping Westgate, ocorrido em 2013 e no qual morreram pelo menos 67 pessoas.

Foto mostra sala de aula após ataque em Garissa (Foto: Reprodução/Facebook/Nana Yaw Buobu)

O balanço oficial anterior era 147 mortos."Terminamos as operações depois de termos percorrido toda a universidade. Todos os corpos foram retirados do local e enviados para Nairobi", declarou Nkaissery. Segundo as autoridades quenianas, a universidade tem 815 estudantes matriculados, oriundos de todas as regiões do país. Grande parte vive na residência universitária, que foi tomada pelos terroristas. Fala-se no dia 06/04/2015 em 150 mortos.
Imagem postada no perfil de Nana Yaw Buobu mostra o que seriam corpos após o ataque à universidade em Garissa (Foto: Reprodução/Facebook/Nana Yaw Buobu)
Corpos após o ataque à universidade em Garissa (Foto: Reprodução/Facebook/Nana Yaw Buobu)

"Os quatro terroristas foram mortos durante a operação para libertar os estudantes reféns", disse o ministro. Um comando islamita entrou ontem, no início da manhã, na universidade de Garissa, localidade no Leste do Quênia, a cerca de 150 quilômetros da fronteira com a Somália. Eles dispararam ao acaso e se refugiaram em um prédio da residência universitária.
ter1
Mohamed Mohamud, foi o mentor do ataque terrorista na Universidade de Garissa, no Quênia. Ele é um dos líderes do Al-Shabaab, grupo ligado à rede Al-Qaeda. Por informações que levem à prisão de Mohamed, o governo queniano oferece US$ 215 mil. 

Os islamitas somalianos do grupo Al Shebab reivindicaram a autoria do ataque, o mais mortal no Quênia desde o atentado contra a Embaixada dos Estados Unidos em Nairobi, em 1998, que registrou 213 mortos. O ataque à universidade foi uma represália à presença militar queniana na Somália, onde um corpo expedicionário queniano combate esse movimento desde o final de 2011.

                  Por que morremos?
Imagens compartilhadas no Twitter mostram supostas vítimas do ataque à Universidade de Garissa. Do topo esquerdo, em sentido horário: Solomon Oludo, Lydia Melody Obondi, Tonie Wangu, Tobias, Dadly Mose, Elizabeth Nyangarora, Jeff Macharia, Ruth Esiromo. No centro: Doreen Gakii (Foto: Reprodução/Twitter)
Imagens compartilhadas no Twitter mostram supostas vítimas do ataque à Universidade de Garissa. Do topo esquerdo, em sentido horário: Solomon Oludo, Lydia Melody Obondi, Tonie Wangu, Tobias, Dadly Mose, Elizabeth Nyangarora, Jeff Macharia, Ruth Esiromo. No centro: Doreen Gakii (Foto: Reprodução/Twitter)

Fontes PESQUISADAS: 
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=26&did=183205 http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/04/campanha-no-twitter-mostra-quem-sao-vitimas-de-ataque-no-quenia.html

terça-feira, 10 de março de 2015

Saiba mais sobre: TIPOS DE CICLONES

Basicamente temos três tipos de ciclones:

EXTRATROPICAIS: mais comum na nossa costa associado a uma frente fria, sistema de chuva. Se desloca de acordo com o movimento da frente. Normalmente da região Sul para a região Sudeste. Ao longo do ano passam vários, mas só alguns são chamam atenção de maneira geral por passarem mais próximos da costa. Na sua estrutura em todos os níveis da atmosfera ele tem temperatura baixa, é frio.
TROPICAIS: são sistemas únicos que se alimentam da troca de energia entre mar e atmosfera. Se deslocam para regiões com águas mais quentes que é o seu combustível. Dão origem aos furacões. Em toda as sua estrutura, todos os níveis da atmosfera, tem temperatura alta, é quente.
SUBTROPICAIS: é um sistema híbrido, ou seja, um ciclone que tem algumas características do extratropical e do tropical. Na sua estrutura ele tem temperatura mais elevada na sua base e é frio na parte superior da atmosfera. Também é um sistema único que depende da troca de energia entre mar e atmosfera.
PODE MUDAR DE CATEGORIA?
Qualquer tipo de ciclone necessita de acompanhamento porque entre os estágios de formação, maturação e dissipação pode mudar de categoria.
NOME DE CICLONE
Os tropicais e subtropicais por serem sistemas únicos e mais raros/menos frequentes chegam a ter uma lista de nomes ao longo do ano. Cada um que vai ocorrendo, recebe um nome dessa lista em ordem alfabética elaborada pela Marinha do Brasil.
Para terem ideia de tropical na nossa região só o Catarina. Primeiro furacão do Atlântico Sul:
catarina1
Furacão Catarina

Em relação aos ciclones subtropicais podemos dizer que nos últimos anos eles tem aparecido um pouco mais. Nos últimos 5 anos tivemos:
Anita – Março de 2010 Ps: Há controvérsias, tem estudiosos que o classificaram como tropical
Arani – Março de 2011
Bapo – Fevereiro de 2015
Cari – Março de 2015 (Esse ciclone de agora que ainda não foi batizado)

MARÇO É O MÊS DE CICLONES SUBTROPICAIS OU TROPICAIS?
Essa é uma possibilidade, principalmente diante dos últimos eventos de 2010 pra cá. O que ocorre é que como comentei, subtropical e tropical, se alimentam da troca de calor entre mar e atmosfera. No oceano, o processo de aquecimento das águas é lento, ou seja, as altas temperaturas de dezembro, janeiro e fevereiro normalmente trazem aquecimento do oceano lá por março. De maneira geral, ao longo dos anos, esse é um mês com águas mais quentes do verão. O que também ocorre é que março começa a ocorre um certo resfriamento da atmosfera, normalmente as noites mais mais frias, já preparando o outono. Esse contraste de água e ar pode ajudar a ter mais ciclones subtropicais ou até tropicais.
Acredito que ainda é cedo para afirmar, mas já temos bons indícios que março seja um período propício.
Bookmark and Share



Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/blogdopuchalski/?topo=67,2,18,,,67

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Que cor é o vestido? Uma boa questão para o ENEM!

A ciência por trás das ‘diferentes cores’ do vestido que se espalhou pela web

Para entender as razões da polêmica, é necessária explicação sobre o funcionamento do nosso sistema visuai

O neurocientista Jay Neitz, da Universidade de Washington, que, aliás, vê a combinação branco e dourado quando olha para o vestido.

Quem enxerga o vestido branco e dourado está equivocado, decreta o site da rede britânica BBC. Para entender por que parte das pessoas está sendo “iludida”, é necessária uma
explicação sobre o funcionamento do nosso sistema visual.

 A luz invade nossos olhos através das nossas lentes. Diferentes comprimentos de onda correspondendo a diferentes cores. O comprimento de onda da luz refletida por um objeto muda consideravelmente em diferentes condições de luminosidade. Entretanto, a cor do objeto permanece a mesma. Esta propriedade, chamada de “constância de cor”, é a mais importante do sistema visual para identificar uma cor.

Pois a mesma luz que adentra as lentes bate na retina no fundo dos olhos, onde pigmentos disparam conexões neurais até o cortex visual, a parte do cérebro que processa tais sinais e forma uma imagem. Esta primeira explosão de luz é composta pelos comprimentos de onda que iluminam o mundo, refletindo o objeto para o qual estamos olhando. O cérebro, então, identifica qual a cor da luz que está sendo refletida do objeto e subtrai essa cor da cor “real” do objeto. “Nosso sistema visual deve descartar a informação sobre a fonte de luz e extrair informação sobre o que está sendo refletido”, diz Jay Neitz.

Essa imagem do vestido, aparentemente, acerta em cheio um tipo de fronteira da percepção que está “dividindo” a humanidade em dois grupos de pessoas. Os seres humanos veem tudo envoltos pela luz do dia, que está sempre mudando de cor. Os objetos, então, assumem tom avermelhado da manhã, passando pelo azul e branco do meio-dia até voltar ao vermelho do crepúsculo. O cérebro, então, vai tentando descontar esse efeito da luz solar, ou de outra fonte de luz, para identificar sempre a cor verdadeira. Por isso, uma parte das pessoas vê o azul do vestido, mas seus cérebros ignoram, atribuindo a cor azulada à fonte de luz, em vez de creditar isso à roupa. Elas acabam vendo branco e dourado, mas equivocadamente. Outros indivíduos que atribuem o azul que eles veem ao próprio vestido. Estão certos.

“O sistema visual das pessoas está olhando para o vestido, e tentando descontar a tendência cromática do eixo da luz do dia”, afirma o neurocientista Bevil Conway, da Universidade de Wellesley, também em entrevista à “Wired”. “Então, as pessoas que descontam o lado azul enxergam as cores branca e dourada. E aquelas que descontam o lado dourado veem azul e preto”.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/a-ciencia-por-tras-das-diferentes-cores-do-vestido-que-se-espalhou-pela-web-15455519#ixzz3T0mI0YNO
© 1996 - 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. 

POR 27/02/2015 13:17 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Entenda o que é a Operação Lava Jato

O que é a Operação Lava Jato?


Deflagrada em 17 de março de 2014 pela Polícia Federal (PF), a Operação Lava Jato desmontou um esquema de lavagem de dinheiro e *evasão de divisas que movimentou cerca de R$ 10 bilhões. De acordo com a PF, as investigações identificaram um grupo brasileiro especializado no mercado clandestino de câmbio.A Petrobras está no centro das investigações da operação, que apontou dirigentes da estatal envolvidos no pagamento de propina a políticos e executivos de empresas que firmaram contratos com a petroleira.




*A evasão de divisas é um crime financeiro por meio do qual se envia divisas para o exterior de um país sem declará-lo à repartição federal competente. A Evasão de Divisas também pode ser chamada de Evasão Cambial.

Entre os delitos cometidos: Estão tráfico internacional de drogas, corrupção de agentes públicos, sonegação fiscal, evasão de divisas, extração, contrabando de pedras preciosas e desvios de recursos públicos.


Onde? Em Curitiba (PR) e outras 16 cidades paranaenses, só na primeira fase da operação, em março. Os agentes federais também cumpriram ordens judiciais em outras seis unidades da federação: São Paulo, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso. Na sétima fase da operação, deflagrada em novembro, houve mandados de prisão, busca e apreensão e ações coercitivas no Paraná, em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais, em Pernambuco e no Distrito Federal.


O juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça, aceitou todas as denúncias oferecidas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra investigados na sétima fase da Lava Jato. Ao todo, 39 suspeitos se tornaram réus no processo.


Presos:  O doleiro Alberto Youssef, que foi apontado como chefe do esquema.Também foi preso, na etapa inicial da operação, o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Ele é investigado devido à compra, pela estatal, da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), sob suspeita de superfaturamento.


Na sétima fase da operação, 26 pessoas foram presas, incluindo os ex-diretores da Petrobras Renato Duque (liberado posteriormente) e Nestor Cerveró. Ao todo, 13 investigados continuam detidos na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.


A maior parte dos presos nesta etapa são executivos de empreiteiras que possuem contratos firmados com a Petrobras.

O último investigado a ser preso pela Polícia Federal foi o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró. Ele foi preso após voltar de uma viagem a Londres e foi levado para a Superintendência da PF em Curitiba.

http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/04/entenda-operacao-lava-jato-da-policia-federal.html


O que é um doleiro e qual o papel dele nos esquemas de lavagem de dinheiro?


Em síntese, o doleiro é um profissional que compra e vende dólares no mercado paralelo, ou seja, ele realiza transações não regulamentas ou não fiscalizadas pelo governo. Trate-se basicamente de um operador que utiliza-se do mercado ilegal, realizando suas operações a margem da lei.

Em geral, os doleiros estão envolvidos em grandes esquemas de lavagem de dinheiro, também conhecido como branqueamento de capital, nelas eles realizam verdadeiro malabarismos financeiros, que maquiam a origem ilícita do capital.

Assim o dinheiro arrecadado com a corrupção (e o crime organizado), podem ser limpos e utilizados para outros fins, como compra de imóveis, veículos, investimento em empresas efinanciamento de campanhas eleitorais.

Normalmente, eles (os doleiros) não são os chefes da estrutura, entretanto, para que possam dar fim as ações, acabam por conhecer todo o aparato. Talvez por isto, quase sempre escapem de uma punição séria e exemplar.


fonte: http://www.mundodrive.com/2014/10/doleiro.html








domingo, 18 de janeiro de 2015

Saiba mais sobre os principais grupos terroristas no mundo


Grupos terroristas utilizam-se da violência e de atentados para alcançar seus objetivos

Os principais grupos terroristas da atualidade operam em lutas fundamentalistas e                                também separatistas, em várias partes do mundo.


Al  Qaeda nome que significa “a base” em árabe, essa é a organização terrorista mais conhecida do mundo, sobretudo em razão dos atentados às torres do World Trade Center, em 11 de setembro de 2001. Ela é majoritariamente composta por muçulmanos fundamentalistas e tem por objetivo erradicar a influência ocidental sobre o mundo árabe.

Boko Haram: O nome significa “a educação não islâmica é pecado”, sendo às vezes traduzido também como “a educação ocidental é pecado”. O Boko Haram é também uma organização antiocidental que objetiva implantar a sharia (lei islâmica) no território da Nigéria. Ela foi fundada em 2002 o líder e fundador, Mohammed Yusuf, foi assassinado pela polícia nigeriana.

Hamas: apesar de não ser considerado como um típico grupo terrorista por alguns analistas, o Hamas — sigla em árabe para “Movimento de Resistência Islâmica” — é temido pela maioria das organizações internacionais e Estados, sendo por isso classificado como tal. Ele atua nos territórios da Palestina, tendo como objetivo a consolidação do Estado da Palestina.

Estado Islâmico (ELIS): o Estado Islâmico no Iraque e na Síria (EIIS) é um grupo terrorista jihadista que age nos dois referidos países, tendo surgido em 2013 como uma dissidência da Al-Qaeda, inspirando-se nesse grupo. O seu líder é Abu Bakr al-Baghdadi, que liderou a Al-Qaeda no Iraque em 2010 e que havia participado da resistência à invasão dos Estados Unidos ao território iraquiano em 2003. O objetivo do EIIS é a criação de um emirado islâmico abrangendo os territórios da Síria e do Iraque.

Talibã: Atua no Paquistão e no Afeganistão, também preocupado com a aplicação das leis da sharia. O grupo comandou o Afeganistão desde 1996 até 2001, quando os EUA invadiram o país após os atentados de 11 de setembro. Com a retirada das tropas estrangeiras, o grupo vem fortalecendo-se e retomando o controle de boa parte do território afegão.

ETA: seu nome é uma abreviação em basco para “Pátria Basca e Liberdade”. Trata-se de um grupo terrorista separatista que visa à criação de um Estado com a independência do País Basco em relação à Espanha. Criado em 1959, o grupo organizou vários atentados ao longo de sua história, mas vem gradativamente reduzindo o seu arsenal militar, tendo um provável fim nos próximos anos em razão da sua não aprovação por parte da população basca, que deseja a independência local sem o uso de armas.

IRA: o Exercíto Republicano Irlandês também é um grupo militar separatista que objetiva a separação da Irlanda do Norte do Reino Unido e sua anexação à República da Irlanda. Surgido no início do século XX e responsável por milhares de mortes por meio de atentados, o grupo depôs armas em 2005 depois de uma negociação firmada na década de 1990. Atualmente, o grupo utiliza meios políticos para o seu objetivo, mas ainda é considerado como uma ameaça à paz e à segurança internacionais.

FARC: as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia é o único entre os grandes grupos terroristas da atualidade a declarar-se de esquerda, tendo surgido em 1964 como um braço informal do Partido Comunista da Colômbia. Assim como o Hamas, não são consideradas como grupo terrorista por muitos países. As FARC lutam pelo controle da Colômbia, alegando combater a hegemonia ideológica dos Estados Unidos sobre o país, atuando principalmente em guerrilhas, sequestros e controlando o tráfico de drogas. Recentemente, a organização vem firmando com o governo colombiano alguns acordos de paz sob a mediação diplomática da Venezuela.


Além desses grupos, existem dezenas (ou até centenas) de outros grupos terroristas de menor porte espalhados pelo mundo. Alguns outros grupos não mencionados aqui, tais como o Emirado do Cáucaso e os Tigres de Liberação do Tâmil Eelam, não constam na lista acima por terem sido recentemente derrotados ou terem perdido seus líderes ou interrompido suas atuações.

Por Me. Rodolfo Alves Pena

http://www.brasilescola.com/geografia/grupos-terroristas-mundo.htm

2015 - Precisamos conversar sobre a Nigéria!

A história: 

A Nigéria é o gigante africano, com mais de 170 milhões de habitantes, rica em recursos naturais e impressionante dinamismo cultural no cinema, música e literatura. Mas é também um país no qual 70% da população vive na pobreza e cujas 350 etnias - reunidas à força pela colonização britânica - têm uma longa história de conflitos entre si, sobretudo entre o norte majoritariamente muçulmano e o sul predominantemente cristão. 
 Na mesma semana em que o mundo parou para acompanhar os massacres em Paris, terroristas islâmicos realizam uma carnificina ao ocupar a cidade de Baga, na qual podem ter assassinado até 2 mil pessoas, além de raptar mulheres e meninas.
A enorme repercussão internacional dos atentados de janeiro de 2015 que resultaram em 20 mortos na França tem levado a questionamentos sobre a falta de atenção a outros casos graves de violência política-religiosa, como os ataques do Boko Haram na Nigéria.

A História do Boko Haram

Foi fundado em 2002 no norte da Nigéria. O nome significa algo como "a educação ocidental é um pecado". Estima-se que o grupo tenha em torno de 8 mil militantes, a maioria jovens pobres.

Objetivo : Implementar um Estado islâmico, como os que existiram na região até o início do século XX

Práticas terroristas  utilizadas por este grupo na Nigéria: 

a) O grupo tem executado diversos atentados contra a população civil e contra representantes da ONU e de organizações filantrópicas ocidentais. Esses crimes provocaram um êxodo interno de mais de um milhão de pessoas que fogem dos massacres.
b) O Boko Haram afirma que os governos da Nigéria são ilegítimos e que os muçulmanos não devem participar deles e sim lutar pela criação de um Estado próprio.
c)  Nessa lógica, os civis também são considerados alvos, por usarem roupas ocidentais ou frequentarem escolas influenciadas por esse tipo de educação.
d) O ataque de maior repercussão internacional cometido pelo Boko Haram foi o rapto de cerca de 275 meninas de um internato cristão em Chibok. Elas foram dadas ou vendidas como esposas a militantes e aliados do grupo, no que configura na prática os crimes de escravidão e estupro, análogos aqueles que vêm sendo praticados pelo Estado Islâmico na Síria e no Iraque. Cinquenta delas conseguiram escapar, o paradeiro das demais é desconhecido.

O fundador: O clérigo Mohammed Yusuf, morto em 2009. Desde então, acredita-se que haja várias facções em conflito dentro do movimento, mas o líder mais reconhecido é Abubakar Shekau, famoso por suas declarações e vídeos extremamente agressivas.

Nesse contexto, é especialmente importante a ação internacional - de solidariedade ao povo nigeriano e pressão sobre suas autoridades. A campanha "tragam de volta nossas meninas" foi um bom exemplo, o desafio é manter essa atenção constante com relação à Nigéria, apesar das violações acontecerem numa região pobre e isolada, de difícil acesso para a imprensa global.

Fonte: http://www.brasilpost.com.br/mauricio-santoro/precisamos-conversar-sobr_b_6470142.html?ncid=fcbklnkbrhpmg00000004

2015 - Paris na onda Terrorista

Internacional

Charlie Hebdo

Al Qaeda reivindica autoria de atentado a jornal em Paris

Em vídeo, braço da organização terrorista no Iêmen afirma que ataque a semanário satírico "Charlie Hebdo" foi realizado para vingar o profeta Maomé
por Deutsche Welle — publicado 14/01/2015 11:16
AFP
Num vídeo divulgado na internet, o braço da organização terrorista Al Qaeda no Iêmen reivindicou nesta quarta-feira 14 o ataque terrorista contra o semanário satírico francês Charlie Hebdo.
No vídeo postado no YouTube, a Al Qaeda na Península Árabe (Aqap) usou os insultos contra o profeta Maomé feitos pelo jornal como justificativa para o atentado.
"Na abençoada Batalha de Paris, nós, a Organização da Al Qaeda na Península Árabe, reivindicamos a responsabilidade por essa operação como vingança pelo Mensageiro de Deus", disse Nasser bin Ali al-Ansi, da Aqap na gravação.
O atentado ao Charlie Hebdo, ocorrido há uma semana, foi realizado pelos irmãos Said e Cherif Kouachi e deixou 12 mortos. No ataque, os atiradores gritaram "vingamos o profeta" e Allahu Akbar (Deus é grande).
Cherif Kouachi estudou no Iêmen, onde frequentou campos de treinamento da Aqap, segundo fontes de segurança iemenitas e um colega de classe.