segunda-feira, 11 de março de 2013

O que você gostaria de saber sobre o IFSC?


Dúvidas Frequentes


1. O Instituto Federal é igual a uma universidade federal?

Apesar de ambos serem autarquias federais, possuem atuações diferentes. Uma universidade federal atua apenas com cursos superiores, oferecendo cursos de graduação e pós-graduação. Já os institutos federais atuam desde formação básica, técnica e tecnológica, oferecendo cursos de qualificação, técnicos, de graduação e pós-graduação.

2. Qual a sigla correta: "IF-SC" ou "IFSC"?

Quando criados, todos os institutos federais possuíam o hífen após o "IF", seguidos da sua designação específica. No caso do Instituto Federal de Santa Catarina, a sigla era "IF-SC". Porém, devido ao uso e à pronúncia cotidianos, o hífen caiu em desuso e, por isso, atualmente é mais comum o uso da sigla "IFSC", inclusive internamente na instituição. Por isso tanto "IF-SC" quanto "IFSC" estão corretas.

3. Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e Instituto Federal Catarinense (IFC) são a mesma instituição?

Não. O estado de Santa Catarina possui dois institutos federais que são instituições diferentes – cada uma com seu reitor e com campi diferentes. 

a) O Instituto Federal Catarinense (IFC) surgiu da junção de colégios agrícolas federais. 

Já o IFC possui sua reitoria em Blumenau e é responsável pelos campi nas cidades de Araquari, Camboriú, Concórdia, Rio do Sul, Sombrio e Videira, pelos campiAvançados de Ibirama, Luzerna e São Francisco do Sul, além de duas unidades urbanas em Rio do Sul e Sombrio e um pólo no município de Abelardo Luz.

B) Já o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) foi constituído a partir do Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina (Cefet-SC).

O IFSC possui sua Reitoria em Florianópolis e campi nas cidades de Araranguá, Caçador, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Garopaba, Gaspar, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Palhoça, São José, São Miguel do Oeste, Urupema e Xanxerê. Além disso, em 2012, iniciarão as obras dos campi São Carlos e Tubarão.

4. Quais os cursos que o IFSC oferece?

O IFSC oferece desde cursos de qualificação até cursos técnicos, graduação e pós-graduação. Todos os cursos são gratuitos. Além do ensino presencial, o Instituto também oferece ensino a distância por meio do programa Universidade Aberta (UAB) e Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec).

5. O que é um curso de qualificação?

Chamados de cursos de formação inicial e continuada (FIC), são cursos de curta duração voltados ao aperfeiçoamento e qualificação para todos os níveis de escolaridade, ofertados nas diferentes áreas profissionais. O processo seletivo depende de cada curso, mas pode ser por sorteio público ou análise socioeconômica.

6. O que são cursos voltados a Educação de Jovens e Adultos (Proeja)?

São cursos de educação profissionalizante integrados à educação básica que fazem parte do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja). O programa, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), tem como princípio educativo o trabalho, a partir da formação profissional com escolarização para jovens e adultos. Neste curso, o aluno conclui o Ensino Fundamental ou Médio junto com um curso de qualificação ou técnico. O processo seletivo é por análise socioeconômica ou sorteio público.

7. O que são os cursos técnicos?

São cursos de nível médio que objetivam capacitar o aluno com conhecimentos teóricos e práticos nas diversas atividades do setor produtivo. Acesso imediato ao mercado de trabalho é um dos propósitos dos que buscam este curso, além da perspectiva de requalificação ou mesmo reinserção no setor produtivo. Os cursos técnicos são oferecidos nas seguintes formas: integrado, concomitante e subsequente.

Integrado: em que o aluno faz o curso técnico junto com o Ensino Médio no IFSC. Para fazer, é necessário ter Ensino Fundamental completo e a seleção é por meio de uma prova.

Concomitante: em que o aluno faz o Ensino Médio em uma outra instituição de ensino e o curso técnico no IFSC. Para fazer, é necessário Ensino Fundamental completo e a seleção é por meio de uma prova.

Subsequente: em que o aluno já concluiu o Ensino Médio e só faz o curso técnico no IFSC. A seleção é por meio de prova.

8. Quais os cursos de graduação oferecidos pelo IFSC?  

O IFSC oferece três modalidades de Graduação:

Cursos Superiores de Tecnologia: O curso superior de tecnologia é um curso de graduação que forma profissionais de nível superior, denominados tecnólogos, com formação para a produção e a inovação científico-tecnológica e para a gestão de processos de produção de bens e serviços.  O processo seletivo é por prova de vestibular.

Licenciatura: O curso de Licenciatura em Ciências da Natureza é um curso superior de graduação plena destinado à formação de professores para atuação nas diferentes etapas e modalidades da educação básica. O processo seletivo é por prova de vestibular.

Bacharelado: São cursos superiores que formam profissionais para áreas específicas como é o caso do curso de Engenharia de Automação do Campus Chapecó. O processo seletivo é por prova de vestibular.

9. Quais os cursos de pós-graduação oferecidos pelo IFSC?  

O IFSC oferece cursos de especialização e mestrado.

10. O IFSC possui cursos a distância?

Por meio do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) e Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec), o IFSC oferece cursos técnicos, de graduação e pós-graduação a distância em dezenas de cidades por meio de polos de educação a distância em Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

11. Como saber os cursos que estão abertos no IFSC?

Além do ingresso para cursos técnicos e de graduação que ocorre duas vezes por ano, periodicamente, os diversos campi do IFSC abrem inscrições para cursos de qualificação e voltados à educação de jovens e adultos. Para saber quais vagas estão abertas em cada campus

basta acessar o site www.ingresso.ifsc.edu.br ou ligar para 0800 722 0250.


A criação
O IF-SC  foi criado por meio do decreto 7.566, de 23/09/1909
Pelo presidente Nilo Peçanga. O nome adotado na época foi o de Escola de Aprendizes de Artíficies  um prédio cedido pelo governo Catarinense no centro de Floripa

Anos 60
1962 - a Escola Industrial de Florianópolis transferiu sua sede para a avenida Mauro Ramos, no local onde hoje funciona o Campus Florianópolis e que até 2006 foi sede da instituição. 
1965 - O nome e o status da instituição mudaram novamente em   Escola Industrial Federal de Santa Catarina 
1968 - Adotou a denominação Escola Técnica Federal de Santa Catarina (ETF-SC), a que mais tempo durou durante a trajetória da instituição. Naquela época, começou o processo de extinção gradativa do curso ginasial, por meio da supressão da matrícula de novos alunos na primeira série. O objetivo era especializar a escola em cursos técnicos de segundo grau (atual ensino médio). Depois da edição da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, o ETF-SC passou a funcionar somente com ensino de segundo grau.

Criação de novos cursos e unidades

  • A ETF-SC implantou diversos curso. 
  • Em  88 a escola iniciou a oferta desses dois últimos cursos em São José. Foi a primeira unidade de ensino do atual IF-SC fora da capital.
  • 1990 - A ETF-SC passou a oferecer cursos nas áreas de serviços e informática.
  • 1994 -  Foi implantada a terceira unidade de ensino da instituição, a primeira no interior de Santa Catarina, na cidade de Jaraguá do Sul, na região norte do estado. 
  • No caso da ETF-SC, a transformação para CEFET-SC foi oficializada em 27/03/2002, quando foi publicado no Diário Oficial da União.
  • Depois da mudança para CEFET-SC, a instituição passou a oferecer cursos superiores de tecnologia e de pós-graduação. 
  • As outras duas unidades foram implantadas no interior: em Chapecó, no oeste de Santa Catarina, e Joinville, no norte.
  • 2006, a instituição passou a oferecer o Curso técnico em Pesca , o primeiro em pesca marítima do país, na cidade de Itajaí/SC
  • A sétima unidade de ensino do CEFET-SC começou as atividades em fevereiro de 2008 em Araranguá, na região sul de Santa catarina
  • 2010 , o IF-SC inaugurou mais nove campi: Caçador, Urupema, Canoinhas, Criciúma, Gaspar, Lages, São Miguel do Oeste, Geraldo Werninghaus e Xanxerê. 



3 comentários:

  1. Oi Jackie! Que histórico o dessa Escola, heim? E quantas pessoas já foram formadas e estão seguindo uma carreira advinda de suas carteiras? Deve ser um orgulho para os catarinenses. Bom post. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oi querido amigo,

    Minha filha passou para entrar nesta escola este ano, fez um concurso onde disputou 5 por 1, e passou fiquei muito feliz. Ela vai fazer o Ensino médio então no IFSC, onde já apresentam as matérias divididas em 4 grandes disciplinas como o ENEM. Bem inovador! Sendo uma escola Federal tbém é gratuíta. Uma benção! Beijos meu amigo!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir